ENCONTRE AQUI

Quase mil na escala Digital.br

950 micros e pequenas empresas (MPEs) do Nordeste Brasileiro serão impactadas pelo programa Digital.br da ABDI na fase de escala. Três projetos foram selecionados para ampliar ações de transformação digital nos estados do RN,PE e BA

CCOM | 13/09/2021

Três projetos de transformação digital em três estados do Nordeste foram selecionados para participar da fase de escala do programa Digital.br, da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Eles receberão R$ 1,5 milhão (cada um) para ampliar as ações de transformação digital que desenvolveram na fase piloto do Digital.br.

Os projetos selecionados, Transforma RN, no Rio Grande do Norte; Digital PE, em Pernambuco; e Rede Sudoeste Digital, em Vitória da Conquista, na Bahia, fizeram parte da fase piloto do Digital.br junto com outros cinco projetos. Os três escolhidos alcançaram 52% de aumento médio de produtividade e 20% de aumento médio de maturidade digital, medida por meio da metodologia do Índice Cesar.

“Se já conseguimos esses resultados na fase piloto, temos agora metas ainda maiores tanto de produtividade quanto de maturidade digital. Apoiamos 150 empresas na fase piloto e agora vamos pular para 950 empresas. É um salto importante na maturidade digital das micro e pequenas empresas do Nordeste”, afirmou Igor Calvet, presidente da ABDI. Na fase de escala, as redes de ecossistemas envolvidas com os projetos selecionados vão entrar com uma contrapartida financeira da ordem de R$ 5,2 milhões.

O programa Digital.br atendeu, na etapa piloto, oito projetos de cinco estados brasileiros. Além dos três selecionados para a escala, participaram projetos do Ceará – Rastum e Obras Digitais; de Alagoas, Construção em Rede; e também de Pernambuco, Digitaliza PMI e Petrolina na Economia Digital.  O Digital.br é um programa da ABDI voltado para promover a transformação e a maturidade digital em MPEs da Região Nordeste. O primeiro edital foi lançado em junho de 2020 e o segundo será lançado ainda este ano.

Conheça os projetos selecionados:

1º colocado: Transforma RN

O Transforma RN criou e desenvolveu um Hub de Soluções Digitais com mentorias e atendimentos personalizados às empresas, elaboração de planos de transformação digital e implantação de soluções tecnológicas. Conseguiu implementar 118 soluções digitais em 51 empresas industriais do segmento de alimentos nos municípios de Natal, Mossoró e Caicó.  Agora, na fase de escala, deverá atender 500 empresas, nos mesmos municípios, também nos segmentos de bebidas e moda. 

A rede do projeto é composta por SEBRAE/RN, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN), Secretaria de Desenvolvimento Econômico do governo do Rio Grande do Norte e Agência de Fomento do Rio Grande do Norte S.A. A contrapartida financeira é de R$ 2,2 milhões nesta etapa do projeto.

2º lugar - Digital PE

O Digital PE construiu um catálogo com 627 soluções digitais para micro e pequenas indústrias nas áreas de logística, finanças, marketing, produção e operação. O projeto contratou e implementou mais de 20 soluções digitais em 44 empresas em Recife, Caruaru e Petrolina. Na fase de escala, atenderá a 150 empresas de todos os segmentos (indústria, comércio e serviços) na região metropolitana de Recife, no Agreste e no Sertão do São Francisco. 

O projeto reúne uma rede composta pelo Núcleo de Gestão do Porto Digital, Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco (SECTI), SEBRAE/PE, SOFTEX RECIFE, SENAI, Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE), Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE) e Banco do Nordeste, e irá aportar R$ 1,5 milhão ao projeto, além de estruturar também uma plataforma que permita o matchmaking entre MPEs demandantes e startups/empresas provedoras de soluções tecnológicas. 

3º lugar - o Sudoeste Digital (Hub Sudoeste)

De Vitória da Conquista, na Bahia, o Sudoeste Digital montou um hub que oferece a micro e pequenas empresas do setor terciário um ambiente de transformação digital, com metodologia testada e validada e que permite às empresas digitalizar processos internos de gestão, incrementar receitas on-line e fidelizar clientes por meio de canais digitais. 

Durante o piloto, atendeu 100 empresas e na fase de escala ampliará para outras 300 em Vitória da Conquista e em municípios limítrofes. A rede irá aportar uma contrapartida financeira no valor de R$ 1,5 milhão para estruturar novas ferramentas, plataformas e estratégias digitais a serem implementadas nas empresas participantes.